CÓD.S17-01 ONLINE

A rede social Instagram como canal de formação docente: experiências no desenvolvimento de um projeto de extensão

O projeto de extensão “Práticas de linguagem via metodologias ativas: perspectivas contemporâneas para o ensino de Língua Portuguesa”, desenvolvido junto ao Curso de Letras Português da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR – Apucarana), no Brasil, tem o objetivo de promover a formação continuada de professores de português, considerando os pressupostos teórico-metodológicos relativos às metodologias ativas e ao ensino híbrido. A proposta inicial previa a oferta de encontros presenciais de formação. No entanto, a partir da suspensão de atividades presenciais em decorrência da pandemia, o projeto foi redirecionado, passando a contar com a exibição de um perfil na rede social Instagram, gerenciado pelo coordenador e por alunas colaboradoras, funcionando como um canal de formação indireta, emergente num contexto que exigiu a reconfiguração de práticas de pesquisa, de ensino e de extensão. Este trabalho tem o objetivo de apresentar uma síntese do desenvolvimento do referido projeto via rede social Instagram, considerando: a necessidade de articulação teoria-prática; o caráter colaborativo das ações empreendidas; e, especialmente, a diversidade dos materiais disponibilizados no decorrer da realização de atividades extensionistas em um ambiente digital. Metodologicamente, por seu caráter empírico, atrelado à apresentação do funcionamento de um projeto de extensão em uma rede social, este trabalho baseia-se numa proposta de abordagem qualitativa, especificamente um estudo de caso, do tipo descritivo, com o levantamento de informações que caracterizam o objeto selecionado para as análises, ou seja, o projeto em si, em sua dinâmica configuracional no ambiente digital a que está vinculado. A descrição do objeto parte de uma categorização em duas dimensões: conexões teóricas, que contemplam as ações de planejamento do projeto, com pesquisas e estudos de natureza epistemológica; e conexões práticas, de essência multimodal, que contemplam a elaboração e a disponibilização dos materiais no perfil do projeto no Instagram. No que tange às “conexões teóricas”, a dinâmica do projeto contemplou a curadoria de informações relativas aos diferentes conteúdos divulgados nos materiais desenvolvidos, como as intersecções entre ensino e tecnologia, o ensino híbrido e as metodologias ativas (sala de aula invertida, gamificação, aprendizagem baseada em problemas e projetos, rotação por estações de aprendizagem, etc.). Essa tarefa foi realizada pelas colaboradoras, sob supervisão do coordenador, com base em livros, artigos e publicações diversas. Após a curadoria, a equipe elaborava os materiais a serem disponibilizados digitalmente (imagens e legendas para postagens, dicas de vídeos e leituras temáticas). Esses recursos, que integram as “conexões práticas/multimodais”, eram publicados no perfil do projeto no Instagram, seguindo um cronograma semanal, dentro do qual era também inserida a promoção de lives, em que professores convidados participavam de um diálogo mediado pela coordenação do projeto. A descrição apresentada atesta a viabilidade de mobilização das redes sociais em atividades de extensão, um dos pilares da Universidade. Assim, conclui-se que o projeto, ao migrar para uma plataforma digital, manteve sua essência formativa, de modo a colocar à disposição de professores conteúdo relevante necessário à transformação de sua prática pedagógica na contemporaneidade.

Palabras clave

Extensão Universitária Formação Docente Redes Sociais

Firmantes

Los autores de la ponencia

profile avatar

Antonio Lemes Guerra Junior

Ver Perfil


Preguntas y comentarios al autor/es

Hay 0 comentarios en esta ponencia


Deja tu comentario

Lo siento, debes estar conectado para publicar un comentario.